Técnico do Dragão é realista sobre permanência: “Missão quase impossível”

Foto: Divulgação

Afundado na lanterna, o Atlético-GO trabalha com a calculadora nas mãos ainda vislumbrando a permanência na elite em 2018. Entretanto, com apenas 26 pontos e um cenário desolador, o técnico João Paulo Sanches adota um tom extremamente realista quanto a essa improvável possibilidade. Ser derrotado pelo Vasco foi mais um banho de água fria.

– É uma missão quase impossível. Para uma equipe igual ao Atlético, estando na última colocação do campeonato, você tem que fazer cinco vitórias e dois empates ou seis vitórias em nove jogos, isso é realmente uma missão quase impossível – disse após a partida.

O treinador afirmou, porém, que busca força no elenco, comissão técnica e diretoria para ainda ter alguma sobrevida na Série A.

– Nosso aproveitamento está caindo, mas não adianta ficar colocando desculpa. Entrega e doação de todos está tendo. Enquanto tiver esperança, vamos estar lutando sempre.

Gol contra e expulsão

Sobre o jogo, Sanches elogiou a atuação da equipe. Disse que o time fazia uma boa partida até sofrer o gol contra marcado pelo lateral Jonathan. O tento, aliás, da forma como ocorreu, desestabilizou a equipe, na visão do treinador. Assim como a expulsão de Niltinho, já no final.

– Infelizmente, uma equipe que é a última colocada, vem da necessidade muito grande de fazer a vitória em casa e faz um gol contra, ainda mais do jeito que foi, em um cruzamento lateral, não adianta falar que não fica abalado. Nós tivemos um volume, e a expulsão também atrapalhou.

Fonte: Globoesporte

(Foto: Paulo Marcos/Atlético GO)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.