Recurso biométrico pode ser uma das novidades no Goianão de 2019

Exibir tudo

A lei sancionada pelo Governador Ronaldo Caiado(DEM) neste começo de ano que obriga o uso de sistema de identificação biométrica nos principais estádios de Goiás. A nova medida preocupa a FGF, que está há onze dias do começo do Estadual.

Pelo lado do clube esmeraldino, o presidente Marcelo Almeida comentou sobre a nova lei: “Catracas biométricas são mais complicadas. Não só financeiramente falando, mas para cadastro. O torcedor precisa estar presente, não dá para fazer pela internet. O sistema envolvido nessa questão dificulta a implantação”, concluiu.

Catracas biométricas são mais complicadas. Não só financeiramente falando, mas para cadastro. O torcedor precisa estar presente, não dá para fazer pela internet. O sistema envolvido nessa questão dificulta a implantação.

Para falar sobre o assunto, o presidente do Vila Nova comentou sobre a nova lei: “Acho que é importante a lei. Não estou aqui para criticar, mas, antes da lei, é necessário sentar com quem a lei vai implicar, que são os clubes, as torcidas, o próprio Ministério Público e, principalmente, o próprio Estado. Não fomos procurados”, argumenta Ecival Martins, presidente do Vila.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!