PÓS JOGO – Atlético 0 x 0 Grêmio Anápolis – Lembrou 2017

Exibir tudo

O Atlético reencontrou seu sofrido torcedor após um 2017 desastroso dentro das 04 linhas. O encontro estava marcado às 17hrs, no Estádio Olímpico, num sabadão ensolorado. O adversário era o Grêmio Anápolis, recém-promovido à principal divisão do futebol goiano.

Ano novo, esperanças renovadas. A expectativa era grande de uma vitória do favorito Atlético, para que a péssima imagem do ano anterior começasse a ser apagada da memória do torcedor. Ficou mesmo só na expectativa. Com um futebol desanimador que muito fez lembrar 2017, o Dragão apenas empatou sem gols contra o rival da cidade de Anápolis.

Parecia jogo de casados vs. solteiros. Uma verdadeira pelada. Time sem intensidade, sem ultrapassagens, com raríssimas triangulações e extremamente lento. É claro que eu não esperava um primor técnico logo na segunda rodada de um time quase inteiramente renovado, mas pelo menos uma maior imposição dentro de casa eu gostaria de ver. Nosso time, em 90 minutos, não foi capaz de criar UMA chance real de gol. Isso é preocupante.

Dos reforços ainda não consegui destacar ninguém, por enquanto ninguém chamou a atenção.  O menos ruim hoje foi o remanescente Jorginho, que pelo menos tentava alguma coisa, apesar dos passes errados.

O adversário, por sua vez, se retrancou e procurou jogar no contra-ataque. Criaram pouquíssimas chances também, porém o empate foi comemorado pelo Grêmio Anápolis, haja vista o favoritismo rubro-negro, time goiano mais bem colocado no ranking da CBF.

Apesar de ter ficado extremamente desapontado, ainda sigo confiante que 2018 será diferente, que o time vai encaixar e jogar bem, mas admito, a paciência está curta…

 

ATLÉTICO 0 X 0 GRÊMIO ANÁPOLIS

Atlético: Kléver, Jonathan, Lucas Rocha, Willian Alves, Bruno Santos; Diego Silva, Fernandes (Chiquinho), Jorginho, Roger (Tomas Bastos), Wesley Natã (Vinícius Tanque). Elder Santana. Téc: João Paulo Sanches

Grêmio Anápolis: João Vitor; Neno, Lucas Cunha, Ramon e Jeferson; Túlio (Nadson), Darlan, Cristian, Caio; Assuério (Roniel) e Zé Uilton. Técnico: Edson Júnior

Deixe uma resposta

//]]>