Os cinco desafios de Tencati no Atlético Goianiense

Exibir tudo

Claudio Tencati terá muito o que fazer por aqui.

1) Reapresentar o sabor da vitória ao torcedor atleticano: Tendo vencido a última vez há quase três meses atrás (dia 16/11, contra o Botafogo), o time e a torcida precisam buscar três pontos para ontem. No Olímpico, já não são poucos aqueles que chegam às partidas trazendo muita desconfiança sobre os atletas;

2) Estabelecer um novo esquema tático para a equipe: Apesar de estar no caminho certo ao buscar se aperfeiçoar como treinador, ficou claro que João Paulo Sanches errou ao tentar o 4-1-4-1 com o atual grupo. Dada essa leitura equivocada, ele mesmo já se mostrava reticente em abrir mão da própria ideia em tão pouco tempo. Com a chegada de Tencati, esse problema deixa de existir.

3) Declarar expressamente que será finalista do estadual: Com um currículo recente relativamente interessante, Tencati já tem peso suficiente para bancar uma postura pública mais ousada. Nos bastidores, ele poderá se valer de várias experiências que podem motivar o grupo de um modo que João Paulo não poderia fazer.

4) Conduzir a entrada de atletas da base no time titular: Desde o ano passado, o grupo técnico atleticano realiza um aproveitamento pífio dos garotos. Em diversos momentos de 2017, reclamou-se da ausência e o empréstimo de João Pedro num momento em que os atacantes pouco correspondiam. Pegando o campeonato no começo, Tencati terá espaço para esse tipo de ação.

5) Atuar diretamente na contratação de jogadores: Apesar de nenhum triunfo maior na divisão de acesso, Tencati conhece bem a competição. Sendo assim, pode trazer nomes que já conhecem bem a sua filosofia de trabalho. Sem contar que já faz tempo que esse tipo de responsabilidade não deveria ser monopolizada pela diretoria.

Deixe uma resposta

//]]>