Mauro Antônio revela a preparação da base rubro-negra para a Copa São Paulo

O Dragão começa sua caminhada na Copa São Paulo de Futebol Júnior no dia 3 de janeiro contra o Vitória-BA. O Atlético, que está no Grupo 12, encara ainda o ABC-RN e o Atibaia, que além de adversário será cidade-sede do clube goiano.

Assim como os atletas atleticanos, o diretor de futebol das divisões de base do Atlético, Mauro Antônio, destaca que a preparação visando a disputa da Copinha, tanto na parte física como técnica, está sendo satisfatória. “Começamos os trabalhos no dia 21 de novembro. A partir da semana que vem, temos alguns amistosos. Estamos seguindo o cronograma, e estou muito contente com o trabalho que está sendo feito pela comissão técnica”, declarou o dirigente.

Dos 30 chaveamentos da competição, poucos são tão fortes como do Atlético. Mas diferente dos pensamentos dos jogadores rubro-negros, Maurinho, como é conhecido o diretor atleticano, acredita que o Grupo, apesar de complicado, está equilibrado. O motivo? Cada equipe possui uma característica de força diferente.

“O Vitória têm atletas que foram convocados para a seleção brasileira. Já o ABC foi campeão estadual, assim como o Atibaia, que recentemente foi campeão dos Jogos Regionais. Nós evoluímos em 2016 e vamos chegar forte para disputa do torneio”, pontuou Maurinho.

Mauro Antônio está à frente dos times do Dragãozinho desde março deste ano. O diretor, em entrevista concedida ao repórter Thiago Arruda, da Rádio 730, revela que sua contratação se deu justamente visando uma continuidade, ao crescimento que acontece no futebol profissional, só que na base. “Sabemos que temos muito a melhorar, mas estamos no caminho certo”, declarou o dirigente.

Ele ratifica que apesar do trabalho estar ainda em fase inicial alguns frutos já estão sendo colhidos – o título da Copa Goiás na categoria sub-15 e, principalmente, a revelação de jogadores como João Pedro, João Vitor (ambos atacantes) e o volante Evanderson, que vão disputar a Copa São Paulo no próximo mês.

“O Atlético não se restringe a uma categoria, existe uma comissão técnica permanente, que trabalha de forma integrada com a base. Sabemos que leva um tempo, mas tenho certeza que o torcedor do Dragão vai acompanhar e ver resultados de um trabalho muito bem desenvolvido”, finaliza Maurinho.

Fechado para comentários.