Adson Batista dispara contra arbitragem de Cuiabá x Atlético-GO

O Atlético-GO enfrentou o Cuiabá na última quarta-feira, na Arena Pantanal e foi derrotou por 2 x 1. A partida era válida pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro. Contudo, o que mais chamou a ateção na partida foi a arbitragem de Dyorgines José Padovani de Andrade(AB/ES). Aos 11 minutos do primeiro tempo, o Dragão ficou com um jogador a menos. Willian Maranhão fez falta, o árbitro aplicou o cartão amarelo, em seguida o VAR entrou em cena e revisou o lance, Dyorgines conferiu e decidiu expulsar o volante do rubro-negro. No entanto, a Central do Apito alegou que não era falta para vermelho.

Nesse sentido, Adson Batista soltou o verbo contra Dyorgines em entrevista a Rádio Sagres.

“Colocaram um árbitro que não condição de apitar nenhuma partida, ele irritou todo mundo, acabou com a partida. Imagina uma partida dessa transmitida para quem está fora do país, o povo ri. É um trapalhão, troca cartão, inverte falta, irritou o nosso time o tempo todo. Além disso, ele conseguiu acabar com o jogo em 5 minutos. Estou desconfiando de algo maior dentro da CBF, jogo do Atlético-GO só apita árbitro de quinta categoria, não vem árbitro de verdade.”

Ainda assim, o presidente do Atlético-GO afirmou que se a CBF quiser prejudicar o clube, ela vai ter um problema. Além que de afirmar que o futebol brasileiro precisa de uma Liga.

“Temos que urgentemente ter uma liga, pois as coisas não são sérias. Uma data que só tinha de esse jogo hoje, poderia ter escalado um árbitro Fifa ou mais qualificado. Se a CBF quiser prejudicar o Atlético-GO, pode ter certeza que terá um problema profundo. Eu não vou me calar, ninguém vai me calar. Hoje foi um jogo para poder tirar muitas preocupações, pois realmente esse árbitro veio para acabar com a partida.”

O próximo jogo do Atlético-GO será no domingo, contra o Santos às 18h15 na Vila Belmiro.