Daniel Borges critica arbitragem e espera primeira vitória no clássico

Se o Atlético Goianiense terminou a última temporada “voando”, o ano de 2017 não se iniciou do jeito desejado. Apenas sete pontos conquistados em cinco partidas, duas derrotas em clássicos, baixo público e na última rodada, o empate sofrido contra o Itumbiara dentro do estádio Olímpico, após sair na frente.

O grande assunto comentado na semana e após os jogos nas últimas rodadas é a falta do poder de finalização. Marcelo Cabo, Adson Batista e até mesmo Junior Viçosa admitiram que o time até esta criando, mas na hora de finalizar a jogada, não consegue. Viçosa marcou pela primeira vez do ano contra o Itumbiara, porém, para o lateral direito Daniel Borges, titular desde sua chegada, a melhora não precisa acontecer apenas no setor ofensivo.

– Não é só lá na frente, todos os setores do campo precisamos ter um pouco mais de atenção, para não errar tanto e perder pontos tão preciosos como foi contra o Itumbiara, o nosso objetivo nas ultimas rodadas era de somar seis pontos, somamos quatro, tropeçamos dentro de casa e sabemos que pode fazer faltar lá na frente”.

Neste domingo no estádio Serra Douradas às 17 horas, o Atlético “visita” o Vila Nova em mais um clássico nesta temporada. A partida que abriu o Campeonato Goiano neste ano, terminou com o placar de 1 a 0 para a equipe colorada. Daniel Borges analisou o Tigrão e espera uma partida como foi a primeira, bem disputada e a equipe que errar menos, vai vencer.

– Acho que o Vila vai vir com a mesma proposta de jogo, é uma equipe que vem bem no campeonato e que gosta de propor o jogo, nossa equipe não é diferente, creio que será um jogo aberto e quem errar menos vai sair de campo vitorioso”.

Além da derrota para o Vila, o Atlético saiu derrotado no clássico contra o Goiás, também no Serra Dourada. O Dragão foi derrotado pela equipe esmeraldina por 1 a 0, gol do atacante Léo Gamalho e assim contra o Vila, cobrando pênalti. Daniel não espera que o Atlético saia derrotado em mais um clássico, já que agora, “não tem desculpa pra dar”.

– Não podemos jogar quatro clássicos como vamos ter nessa primeira fase e perder, o que tínhamos que perder, já perdeu, não tem desculpa pra dar, agora é entrar focado e trabalhar para que os resultados possam vir”.

Um contra Vila Nova, um contra o Goiás e dois contra o Itumbiara, esse é o retrospecto de pênaltis marcados contra o Atlético Goianiense. Além das reclamações de que não teria sido pênalti em algumas ocasiões, os jogadores do clube rubro-negro ficaram na bronca por conta de um suposto pênalti não marcado em cima de Negueba contra o Itumbiara.

– Nós estamos fazendo nossa parte, a arbitragem tinha que dar uma melhorada no critério já que o que está sendo usado contra a gente, não é o que está sendo usado a favor. Foram lances (contra Goiás e Vila Nova) que não acho que foi pênalti e o Negueba sofreu um pênalti claro que não foi marcado, temos que ter cuidado dentro de campo, mas a arbitragem tem que rever seus conceitos”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.