CBF e times conversam sobre a possibilidade de extensão dos vínculos de atletas




O Campeonato Alemão voltou no último final de semana. Das principais ligas do mundo foi a única que até o momento retornou. A Eredisive( liga holandesa) e a Ligue 1(liga francesa) encerram as competições. No Brasil, a volta das competições é uma dúvida. Não há nada definido sobre o calendário. A CBF e os clubes discutem sobre a extensão de contratos dos jogadores. O presidente do Fortaleza Marcelo Paz disse que está preocupado com a situação.

“Tem um outro porém, porque tem uns contratos que podem ser prorrogados, outros não. Aí, tem que ser feito um novo contrato. Pela lei, hoje, um novo contrato tem que ser, no mínimo, de três meses. Aí, o clube vai arcar com isso? A CBF tem que encabeçar um plano, sei que falou que ia poder ser contrato de um mês, mas não oficializou nada”, disse o presidente em entrevista ao Diário do Nordeste.

Leia também

No artigo 30 da Lei Pelé, diz que há proibição  de que não se pode haver contratos inferiores a 90 dias. A CBF trabalha com a ideia de prorrogação de contrato com prazo inferior a três meses. Mas que seja no mínimo de 30 dias. Deste modo, o Campeonato Brasileiro poderá ser finalizado em fevereiro de 2021.







Os comentários estão encerrados.

error: Content is protected !!