Adson revela detalhes da proposta que fez para Kayzer ficar no Atlético-GO




Em coletiva de imprensa, o presidente Adson Batista revelou detalhes da proposta salarial para o atacante Renato Kayzer ficar no Atlético-GO. Na oferta, o Dragão igualou o tempo de contrato que o Athletico-PR fez que é de três temporadas e mais de um milhão de reais em luvas para o centroavante.

“Sobre a situação do Kayzer, ela foi “hiper-mega” desgastante. Eu procurei defender o Atlético-GO a todo custo e fiz isso a todo momento. Não adianta eu depositar a multa se o jogador não assina comigo, eu vou jogar dinheiro no lixo. O jogador é soberano, ele precisa estar com você e aceitar sua proposta. O Atlético ofereceu mais de R$ 1 milhão de reais de luva para o Kayzer, fez um salário que é o maior do clube historicamente e com contrato de três anos. Venho há dois meses trabalhando muito nisso, o problema é que virou um leilão danado. Tem clube que não tem escrúpulo e o mínimo de respeito e não tem seriedade com as coisas, que conversa com você num dia, depois te dá um ‘tapa nas costas’ e te empurra para o abismo”, afirmou Adson.

Para o mandatário, o clube fez de tudo para o jogador ficar: “Fiz de tudo para que ele ficasse. Infelizmente o jogador chegou para mim quase chorando dizendo que resolveu a vida dele e da família. Agradeço até a postura dele de ter vindo jogar, 99% dos atletas não jogam e ele veio contra empresário e Cruzeiro. Realmente o dinheiro fala mais alto, mas nesses momentos nos superamos e nos tornamos mais fortes”, conclui o presidente atleticano.

Por fim, o presidente completou: “Eu não gostei de muitas coisas que ocorreram, mas não vou ficar ‘chorando’ porque o Atlético-GO é maior do que isso. Fiz uma proposta para o Kayzer que se fosse eu lá atrás, teria assinado na hora porque foi uma ‘senhora proposta’. Enfim, que ele siga a vida dele. Ele teve um ato de grandeza de jogar. A gente vinha empacando essa negociação de todas as formas. Eu não podia depositar a multa porque o jogador não estava comigo. No momento que eu falei ‘posso depositar?’ horas depois ele já não estava mais comigo. Aí perguntam porque não pagou a multa, porque o Kayzer não quis. Se o Kayzer quisesse, ele iria ficar no Atlético. O jogador, nesses momentos, é primordial para aceitar ou não uma proposta”, destacou.







Os comentários estão encerrados.

error: Content is protected !!