Walter cumpre promessa, não comemora gol e é reverenciado pela torcida do Furacão: “Isso é carinho”

Exibir tudo

Walter já tinha avisado: se fizesse gol contra o Atlético-PR, não comemoraria. Pois ele fez e cumpriu a promessa. Mesmo marcando no fim do segundo tempo o gol que garantiu ao Atlético-GO o importante empate por 2 a 2 diante do Furacão, o atacante teve reação contida na Arena da Baixada. Ao invés de entusiasmo, ficou em silêncio, dedicou alguma palavras à noiva e preferiu reverenciar a torcida do ex-clube, que retribuiu o gesto.

– Sensação muito boa. Isso é o carinho que o torcedor tem por mim aqui (Curitiba). Agradeço muito ao Atlético-PR e à torcida, que sempre me recebeu bem. Vivi um momento difícil. Quatro ou cinco meses sem fazer gol aqui no Atlético-PR. Eles me deram moral, e na final eu fiz o gol. Só tenho a agradecer. Minha família e minha noiva estão sempre do meu lado. E também o carinho de todos os jogadores da minha equipe. Estamos na luta. Sei que é difícil, mas temos dois jogos em casa para sairmos dessa – explicou o jogador em entrevista na saída de campo.

Posteriormente, já na zona mista, Walter comentou o lance do gol, no qual mais uma vez mostrou o toque refinado que lhe é peculiar. Após cruzamento de Niltinho pela direita, bastou ao atacante dar um leve desvio para tirar a bola do goleiro Weverton.

– Sou um atacante perigoso. Sempre tem uma marcação forte em cima de mim, mas nesse lance pude dar uma passada a mais que o zagueiro, me antecipar e fazer o gol. Podia ser o gol da nossa vitória, mas mesmo assim eu iria ficar quietinho na minha, sem comemorar.

Com o resultado, o Atlético-GO chega a 26 pontos, mas ainda permanece na lanterna do Brasileirão. O Dragão volta a campo no domingo para enfrentar o Palmeiras, às 17h, no Estádio Olímpico.

Deixe uma resposta

//]]>