Volante abre o jogo e se declara para a torcida do Atlético-GO: ‘eu me sinto um cara realizado’

Exibir tudo

Foto: Paulo Marcos/ACG

Um dos principais volantes remanescente no plantel rubro-negro, o Pedro Bambu abriu o jogo em entrevista coletiva e falou sobre o seu carinho que tem com o Atlético-GO e com a torcida rubro-negra. Para o atleta, estar no clube é um carinho imenso.

“Eu me sinto muito feliz. Quando cheguei aqui eu era um cara desconhecido, ninguém sabia quem era e uma data que nunca vou esquecer é a primeira vez que pisei no CT do Atlético, dia 27 de setembro de 2013. Hoje eu me sinto realizado por tudo o que conquistei, mas quero conquistar cada vez mais porque foi um clube que me abriu as portas em um momento difícil que eu vinha passando. Foi onde eu dei a volta por cima, principalmente na minha carreira. Eu tenho o Atlético com muito amor e carinho por tudo que ele tem feito por mim. Quando eu saio na rua e as pessoas me dão uma atenção diferenciada, é uma coisa que dinheiro nenhum no mundo paga. Por todas as dificuldades que eu passei, hoje receber o carinho da torcida, dos funcionários do clube, eu me sinto um cara realizado. Aqui no Atlético eu me sinto em casa e eu espero que eu possa continuar fazendo isso por muito tempo”, destacou.

Bambu quer novamente conquistar o Goianão e admite que não será uma tarefa das mais fáceis: “Esperamos que esse seja o Campeonato Goiano mais disputados de todos os tempos pelas equipes que vão disputar e grandes jogadores que irão participar”, diz.

Por fim, o atleta completou:“Estão chegando grandes jogadores aqui também, atletas que têm muita qualidade. A gente já conhece alguns como o Gilsinho, a volta do Jorginho para nós é essencial. O Danilo no Vila é uma grande contratação, a gente conhece de ver jogando a Série A do Campeonato Brasileiro. O Goiás também está fazendo grandes contratações, mas a gente vem trabalhando para isso. Tem alguns jogadores que vão chegar, tenho certeza disso porque a gente precisa, então tenho certeza que virá uma grande contratação aí. O Goiânia também não pode ficar de fora, conhecemos os jogadores que tem lá, o Márcio é um cara que tenho um carinho imenso (…) A gente pretende fazer um grande time, que luta, que disputa, que vai sempre buscar as vitórias”, revelou o capitão rubro-negro.

Deixe uma resposta