Vila Nova 1×1 Atlético – Tinha tudo para ser um jogo tranquilo

Exibir tudo

Nosso Atlético encarou o Vila Nova neste domingo pelo jogo de ida da semifinal do Campeonato Goiano de 2019. A partida foi no Olímpico, com torcida única do rival. O Dragão vinha de 8 vitórias e o futebol mais convincente da competição. Já o time do Universitário chegou nessa fase entre trancos e barrancos. Tínhamos TUDO pra levar uma bela vantagem para o Accioly, mas fomos castigados no fim.

Logo no início do jogo, aos 6 minutos, a grande polêmica. Jorginho roubou a bola de Wesley Mattos no meio de campo, teoricamente era o último homem e só foi parado porque foi puxado. O juiz não titubeou e deu cartão vermelho para o zagueiro. É um lance interpretativo. Eu, se fosse o árbitro, administraria a jogada com um cartão amarelo mesmo. A jogada foi no meio do campo, início de jogo, clássico…

Depois disso, só deu Atlético o jogo inteiro. Acredito que Atlético seria superior no confronto mesmo 11 contra 11, mais com um a mais ficou mais fácil. Tivemos uma posse de bola esmagadora, porém pouco efetiva. O Vila jogou praticamente os 90 minutos com o bumbum na parede e saiu de campo com a zaga sendo consagrada. Tinha tudo para levarmos um placar dilatado para o Accioly, devido a facilidade que o jogo se apresentou, mas…

Quem ajudou a consagrar a zaga deles foi o nosso próprio time. Conseguimos até pressionar, mas cruzamos INÚMERAS bolas na área sem objetividade. Impressionante como o Vila estava nervoso. Eles a semana inteira se fizeram de coitadinhos, o “patinho feio” da capital, e eu já estava esperando eles querendo ganhar tudo no grito e na raça. A expulsão do zagueiro deles contribuiu para o clima hostil no estádio para a arbitragem. Depois disso, eles reclamavam de tudo, até de arremesso lateral. Tava na cara que, se tivesse uma oportunidade, o juiz ia dar uma compensada pra amenizar um pouco a expulsão duvidosa do atleta deles.

Dito e feito. Depois dos 40 minutos do segundo tempo, deixaram um atacante deles no mano a mano contra o Lucas Rocha, que perdeu um pouco na corrida e irresponsavelmente deu um carrinho. Não foi pênalti, o atacante dos caras se jogou, mas era muito claro que o juiz ia marcar naquela situação. Eles converteram a penalidade e o jogo terminou empatado.

O time rubro-negro é muito melhor que o Vila. Temos um time muito mais equilibrado e a tabela de classificação mostra isso. Só que faltou mais vontade. Nem digo que eles tiveram mais vontade. Eles foram nulos no jogo, não ameaçaram hora nenhuma nosso sistema defensivo e contou com uma colher de chá do juiz no final. Faltou o Atlético rodar mais a bola, Faltou triangulações, velocidade, chutes de fora. Nosso jogo se resumiu em bola nos laterais e ataque só no lado do campo. Faltou tabelas no meio, envolver o adversário, ficamos previsíveis.

O jogo se definiu em um Atlético burocrático e o adversário esperando um contra-ataque ou uma “compensada da juiz”, que aconteceu.

Quinta é Copa do Brasil. Jogo grande, contra time grande. Que a fome de vencer seja maior do que a de hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!