Vendas de jogadores para exterior despencam após Covid e complicam clubes no Brasil

Foto: Divulgação/ACG




De acordo com a publicação do jornalista Rodrigo Mattos, em seu blog no UOL Esporte, às vendas de jogadores para o exterior despencaram após à pandemia pela Covid-19 e clubes da Série A e B começam a sentir o impacto nas finanças.

As negociações de atletas de times brasileiros para o exterior despencaram depois do começo da pandemia pela Covid-19. No entanto, esse movimento vai abalar os cofres de todos os clubes que dependem de transações para fechar as contas dos ano.

[related_post]

Há apenas uma notícia boa para os times brasileiros: a alta do euro amenizou o pequeno volume de vendas após a crise gerado pelo novo coronavírus. Com isso, aumentou o dinheiro em real.

No último relatório da CBF, que aponta que os times nacionais arrecaram um total de R$ 931 milhões com vendas e empréstimos. Para efeito de compração, a janela de transferência do meio do ano passado geral R$ 5432 milhões, o que representava 116 milhões de euros

No entanto, os clubes da Série A começam a trabalhar com venda de jogadores para clubes árabes e movimentam seus respectivos caixas. Tanto com valores menores, quanto com valores altos, dependendo de cada venda.







Os comentários estão encerrados.