PÓS JOGO – Atlético 1×0 Goiás – Tem que respeitar as cores

Exibir tudo

Na tarde desse domingo, rolou o primeiro clássico entre Atlético x Goiás em 2018, confronto que deverá se repetir por muitas vezes nessa temporada. O jogo era de vida e morte para o Dragão, pois um resultado diferente de vitória rubro-negra complicaria muito a situação do Atlético no objetivo de classificar para as semifinais do campeonato goiano.

O Dragão entrou em campo como se fosse final de campeonato. Mordendo na marcação e ganhando quase todos os rebotes. O Goiás, já classificado, também fazia boa partida, louco para ganhar o jogo e enterrar o Atlético no campeonato.

Primeiro tempo o Atlético foi levemente superior, incomodou bastante e acertou bola no travessão. No segundo tempo, o Atlético entrou em cima do rival e logo abriu o placar cobrando numa PINTURA de Tomas Bastos cobrando falta.

Depois do gol, o Atlético ainda conseguiu forçar uma expulsão do zagueiro do time da 85. Mas o Atlético não soube aproveitar e foi pressionado pelo adversário que tinha um jogador a menos. Outro retrato do fraco preparo físico do nosso time, que mesmo com um jogador a mais, tomou certo sufoco. Faltou ainda aproveitar pelo menos uma das várias chances de contra ataque que tivemos. Demos sopa ao azar, mas no final deu tudo certo.

O Atlético de Tencati é um time MUITO consistente defensivamente. Incrível como encaixou o zagueiro Rene Santos no time. Lateral Bruno Santos hoje foi um MONSTRO, para mim, o melhor em campo, pena que entrou na pilha do time de mocinhas e foi expulso no final do jogo.

Em times em formação como o nosso, deve ser prioridade sim o sistema defensivo, para depois ir organizando o ataque. Temos diversos exemplos disso no futebol. Nosso ataque ainda peca muito, não segura bola na frente, perde muitos gols, mas vem evoluindo. Tito joga muito, Tomas distribui bem o jogo e Julio Cesar é bom jogador apesar da pontaria ruim. Cristhyan precisa ser menos afobado, mas é novo e vai aprimorar.

Finalmente, o Rodrigo foi o volante que estamos esperando. Muita raça, precisão nos desarmes e passes. Outro volante, Rômulo, estreou e eu gostei. Apesar de não ter se destacado muito, gostei da sua tranquilidade e passe. Pra mim, melhor que Diego Silva.

Tinha tempo que o torcedor atleticano não saía tão satisfeito do estádio. Camisa pesada. Respeitem as cores!

Deixe uma resposta

//]]>