Coordenadores de base irão a audiência pública discutir reforma na legislação

Nesta quarta-feira, às 18h, vários coordenadores de base de clubes brasileiros estarão em Brasília para uma audiência pública com a Comissão de Reformulação da Legislação do Esporte. O convite para a audiência partiu do deputado Vicente Cândido (PT-SP), em um seminário realizado pela CBF em abril, no qual o parlamentar ouviu dos palestrantes Marcelo Teixeira (na foto), gerente da base do Fluminense, e Erasmo Damiani, coordenador da base da CBF, relatos sobre a atual situação da base brasileira.

– É muito importante saber que estão começando a se preocupar com a formação dos jovens jogadores no Brasil. Temos muito o que evoluir neste sentido. Fazemos no Fluminense muitos projetos para diminuir estes problemas, mas há coisas que fogem aos clubes. Este encontro é fundamental. Estaremos deslumbrando uma possibilidade de avanço em leis que vão proteger os clubes no processo de formação de jogadores no Brasil – diz Marcelo Teixeira.

Damiani ressaltou a importância e o ineditismo do encontro.

– É fundamental essa discussão, porque é a primeira vez que temos a oportunidade de expor a real situação que vive a base do Brasil, que também atinge a CBF. São reivindicações feitas há anos pelos clubes, para que eles tenham segurança no processo de formação de jogadores.

Entre as principais queixas dos clubes, está o fato deles não poderem alojar meninos menores de 14 anos, enquanto em outros países esse processo acontece a partir dos 12 anos. Os clubes, punidos pelo Ministério Público quando não cumprem essa determinação, alegam que são perdidos dois anos da formação dos jogadores e não há o mesmo rigor do MP com outros esportes, como a ginástica olímpica, em que o atleta muitas vezes se muda quando criança para maiores centros de treinamento.

Fonte: GE

Fechado para comentários.