Niltinho volta para Arena Condá como adversário e destaca “carinho especial” pela Chape

O atacante Niltinho voltará a pisar na Arena Condá no próximo domingo, às 11h (de Brasília), pela 17ª rodada do Brasileirão. Desta vez, a camisa não será verde, mas sim tricolor em vermelho, preto e branco. O atleta que defendeu a Chapecoense no início desta temporada e foi campeão estadual pelo clube, se transferiu para o Atlético-GO no início deste mês. Em pouco menos de 30 dias, o jogador reencontrará ex-companheiros, funcionários do clube e torcedores que o abriram as portas para a Série A do Campeonato Brasileiro.

Entre uma escala e outra no voo de Goiânia para Chapecó, Niltinho aceitou conversar com a equipe do GloboEsporte.com sobre o retorno para Santa Catarina e revelou sentir um carinho especial pela Chapecoense e não descarta um dia voltar ao clube.

– A gente nunca sabe a volta que a vida vai dar, ainda mais no futebol. Mas com certeza é um clube que tenho carinho especial, com pessoas que gosto muito. Mas agora o pensamento está todo no Atlético-GO, em fazer um grande trabalho aqui e ajudar a equipe a sair dessa situação no Campeonato Brasileiro. O futuro a gente deixa nas mãos de Deus.

Confira abaixo as demais respostas de Niltinho, onde o atacante fala de sua saída da Chape, da falta de sequência no time e o que mais sente falta do clube.

SENSAÇÃO DE VOLTAR
A sensação é maravilhosa, ainda mais na Arena que tem uma energia positiva e onde fiz gols e fui muito feliz. É uma cidade que eu gosto e admiro muito. Será uma partida especial para mim por tudo que envolve.

ATLÉTICO-GO
Estou me sentindo muito bem, feliz. Todo o grupo me recebeu de braços abertos, já estou bem adaptado aqui. Temos uma estrutura boa, com bons profissionais, então está tudo indo muito bem, graças a Deus.

FALTA DE SEQUÊNCIA NA CHAPECOENSE
Tive um grande começo pela Chapecoense, conseguindo fazer gols, ajudando a equipe, mas infelizmente as lesões acabaram atrapalhando a minha sequência na equipe. Todo jogador quer jogar, é normal. Eu só tenho a agradecer a Chapecoense pela oportunidade, mas agora defendo o Atlético-GO, minha cabeça está toda aqui e vou lutar para fazer o meu melhor para ajudar a equipe

SAÍDA PRECOCE?
Tudo tem um propósito na vida. Deus sabe de todas as coisas. Então se foi para eu ter saído da Chapecoense e vindo pro Atlético-GO é porque tinha um propósito. Como eu disse, fico feliz de ter feito parte da reconstrução da equipe e agora estou muito feliz em vestir a camisa do Atlético-GO.

O QUE SENTE FALTA DA CHAPE?
Ah, um pouco de tudo. Fiz grandes amigos lá. Desde o presidente até os roupeiros. Então vou querer dar um abraço em todos, matar um pouco da saudade. E claro de todo o ambiente da Arena Condá, os torcedores que enquanto estive lá me apoiaram muito e os meus ex-companheiros, que são feios, mas são meus amigos – diz em meio a risadas.

E A LEI DO EX
Espero que tenha. Mas o mais importante é o Atlético-GO conseguir fazer um grande jogo e sair com o resultado positivo de Chapecó. Trabalhamos forte durante a semana para chegarmos preparados para essa partida.

SONHA EM VOLTAR A JOGAR NA CHAPECOENSE
A gente nunca sabe a volta que a vida vai dar, ainda mais no futebol. Mas com certeza é um clube que tenho carinho especial, com pessoas que gosto muito. Mas agora o pensamento está todo no Atlético-GO, em fazer um grande trabalho aqui e ajudar a equipe a sair dessa situação no Campeonato Brasileiro. O futuro a gente deixa nas mãos de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!