Membro da CBF informa quais são os pontos no que diz respeito ao possível retorno do futebol




Em entrevista para o site Revista Colorada, o secretário da CBF, Walter Feldmann, abriu o jogo e falou sobre a possibilidade do futebol brasileiro retornar no mês de agosto em meio à pandemia pelo novo coronavírus.

“Tudo é uma expectativa, nada de bater o martelo. Dependemos de muitas coisas e a CBF não tem empresas aéreas! Mas acho que vai acontecer. A CBF tem 5 campeonatos só profissionais e mais os amadores, é um grande movimento”, diz.

Questionado sobre os problemas econômicos, o dirigente citou: “Depende de malha aérea. São mais de 100 Clubes nas quatros divisões e umas 50 cidades! Imagina avião pra tudo isso? Ninguém fala em Estado, Prefeituras, Instituições que podem vetar, principalmente os aviões pra carregar isso tudo! As empresas aéreas estão quebradas”, completou.

Por fim, Walter falou sobre o cenário que os clubes da Série B, C e D podem encontrar: “A mesma vontade existe na série B, C e D. Pela CBF, queremos o retorno, mas tudo é possível como impossível nessa pandemia. A CBF e os clubes tem vontade de voltar e precisam voltar, mas garantir 100% ninguém vai!”, completou.







Os comentários estão encerrados.

error: Content is protected !!