Marcelo Cabo admite que cenário atual é totalmente diferente, pede paciência, mas se sente animado pela continuidade

O técnico Marcelo Cabo tem um desafio completamente diferente em 2017 no Dragão. Campeão da Série B com o rubro-negro no ano passado, ele agora é peça importante na remontagem do elenco. Cabo chegou ao clube depois da eliminação na semifinal do Campeonato Goiano contra o Anápolis e encontrou a base do time já pronta. Poucos reforços foram contratados para o Brasileirão.

Como jogadores importantes foram embora, casos de Magno Cruz, Michel, Matheus Ribeiro, entre outros, a diretoria rubro-negra se esforça para remontar a equipe com auxílio da comissão técnica. Segundo Marcelo Cabo, todos os jogadores contratados até agora têm o perfil de comprometimento exigido pelo clube. Ele se sente desafiado e confia em mais um bom ano para o Atlético.

– A palavra final é da diretoria, mas a gente participa das contratações. Perdemos grandes jogadores, o que é lamentável, pois criamos uma família. A gente precisa de tempo, não se forma uma equipe vencedora em 15 dias. Vai ser um pouco diferente da minha chegada, quando já havia uma base e dei continuidade. Mas esta é a função do treinador, sou pago para isso. Os jogadores que chegaram são tão qualificados quanto os que foram embora – disse Marcelo Cabo.

Assim com os jogadores, o treinador rubro-negro também foi alvo de especulações no mercado da bola. Adaptado a Goiânia, Marcelo Cabo agora terá a companhia da família em Goiás. Ele afirma que o carinho e o esforço do clube pesaram em sua permanência.

– Estou muito feliz, a palavra “continuidade” pesou muito. Temos uma nova era, o estadual, a Copa do Brasil, onde já estaremos nas oitavas de final, e a Série A do Campeonato Brasileiro, o momento máximo para um profissional. Minha família gosta muito de Goiânia e agora está aqui comigo. Pesou o carinho que sinto por clube, diretoria e torcida. O Atlético fez o seu melhor para que eu ficasse e eu fiz o melhor para ficar. Abri mão do que podia, e o clube chegou onde poderia chegar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!