Lesão tira Ricardo Silva por 30 dias e Roger terá Bonfim como seu novo companheiro de zaga: “tem muita qualidade”

O Dragão sofreu importantes baixas durante a troca de temporada, uma delas foi a perca do titular Marllon para a Ponte Preta. Na reposição, a diretoria rubro-negra buscou o experiente Roger Carvalho que estava no elenco campeão brasileiro pelo Palmeiras no último ano, e o jogador chegou com moral em seu novo clube, além da titularidade, Roger garantiu a faixa de capitão neste início de temporada.

O zagueiro de 30 anos teve como companheiro de zaga na pré-temporada e no clássico contra o Vila Nova, Ricardo Silva. Porém, o zagueiro remanescente do último ano lesionou durante a última partida e irá ficar fora por pelo menos 30 dias. Sendo assim, Bonfim, também contratado nesta temporada, será o novo companheiro de zaga de Roger.

Leia também

– Sinto muito (lesão de Ricardo), não apenas dentro de campo, mas como companheiro fora de campo, um amigo, torço pela recuperação mais rápida possível. O Bonfim é um cara que já mostrou que tem muita qualidade nos treinamentos desde quando chegou ele vem fazendo um belo trabalho dentro de campo, só tem a acrescentar e ajudar a equipe”.

Três partidas e três derrotas, o começo de ano preocupa o torcedor do Dragão, mas para Roger a equipe ainda tem muito a mostrar. Para ele, é uma coisa natural e que na partida desta quarta-feira (01) as 16h30 no estádio Ferreirão contra o Iporá, a equipe deve se soltar e apresentar um melhor futebol.

– Isso é natural, a cada partida a equipe vai desenvolver mais, seja fisicamente, tecnicamente ou taticamente vamos evoluindo, assim como evoluímos durante os treinamentos diariamente. Então é normal apresentar uma melhora nessa partida (contra Iporá), apesar que não sei se o gramado vai favorecer o toque de bola, não conheço (estádio Ferreirão)”.

Se o clube começou contestado, Roger acredita que a zaga fez bem o seu papel, apesar do pênalti cometido por Ricardo. Manutenção da posse de bola, assim define Roger como a chave para não sofrer gols, além disso o beque considera que o resultado poderia ter sido diferente.

– Acredito que no primeiro tempo, quando ficamos mais com a bola, facilitou para a defesa, porque a marcação inicia lá na frente, então, se a equipe está com a bola, não sofremos gol, e o pênalti foi um lance isolado que aconteceu, mas a equipe no geral foi bem e poderíamos ter saído com mais sorte ao final do jogo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!