Juventude 2 x 2 Atlético – Filme repetido diversas vezes

Exibir tudo

O Atlético foi até a gelada Caxias do Sul para enfrentar o Juventude em jogo válido pela 9ª Rodada da Série B 2018. O Estádio Alfredo Jaconi traz ótimas recordações para o torcedor atleticano, pois da última vez que estivemos lá ganhamos do time da casa e carimbamos o acesso à Série A em 2009.

O Atlético vinha de derrota muito amarga no clássico do final de semana, onde conseguiu perder para o até então lanterna dentro de casa, após abrir o placar. Uma vitória poderia, MAIS UMA VEZ, colocar o Dragão na cola do G4. Só que desperdiçaram a chance novamente.

Pra variar, o Atlético abriu o placar. Junior Brandão, o melhor custo-benefício do elenco, mandou pra rede logo no começo. Como de costume, o Atlético recuou, só que o futebol apresentado pelo Juventude era tão fraco que fomos pouco ameaçados no primeiro tempo e o placar se manteve no 1×0.

O Atlético começou bem o segundo tempo e manteve a pegada, dominando o time da casa. E não demorou muito para JUNIOR BRANDÃO, um dos artilheiros do time no ano, fazer mais um. Só que aí voltou a sina que já estamos acostumados, o time recua, começa a ser pressionado e sofre os gols. O Juventude, mesmo jogando NADA, buscou o empate com dois jogadores que passaram por aqui: Bonfim e Ricardo Jesus.

Não sei nem mais o que dizer sobre isso, já está repetitivo, esse time quase juvenil do Atlético não tem maturidade pra segurar um placar. Quando fez o 2×0 eu comemorei, mas ao mesmo tempo o filme das outras partidas me veio na cabeça e fiquei preocupado. Sempre que abriu 2, tomou empate (Oeste e Juventude). Só conseguiu ganhar quando abriu 3 e mesmo assim os adversários fizeram 2 (Criciúma e Guarani). Contra a Ponte, venceu, mas saiu atrás do placar.

Porém, hoje, não vou colocar toda a responsabilidade nos jogadores, vou atribuí-la também ao Tencati. Nosso treinador parece que não tem a malícia para fazer com que seus jogadores segurem o resultado, não faz alterações no sentido de reforçar a marcação, troca seis por meia dúzia todo jogo.

Tencati é bom treinador, mas falta muito ainda pra ele aprender. Parece que os 6 anos de Londrina fizeram ele acomodar com meio de tabela.

Somos a segunda pior defesa da competição, tomamos 16 gols em 9 jogos, são quase dois gols sofridos por jogo, desse jeito é IMPOSSÍVEL subir pra Série A.

Próximo jogo é contra o Figueirense, e lá tá cheio de jogador que já atuou por aqui … Vai ter lei do ex outra vez? Se abrir o placar vão entregar tudo de novo?

Estamos cansando …

Deixe uma resposta

//]]>