Jogo Rápido da 25ª rodada: mesma vantagem do líder e um novo segundo colocado

Com um gol de Clayson, o líder Corinthians empatou com o São Paulo (1 a 1), mas mesmo assim, termina mais uma rodada com a confortável marca de 10 pontos de vantagem – 54 a 44 –  sobre o segundo colocado, que agora é o Santos. O time da Vila Belmiro venceu o Atlético-PR e ultrapassou o Grêmio – derrotado pelo Bahia. Confira um resumo dos dez jogos da jornada, que termina com São Paulo, Ponte Preta, Coritiba e Atlético-GO na zona do rebaixamento.

Atlético-GO 1 x 2 Cruzeiro

Mesmo com um time formado por reservas, o Cruzeiro foi o senhor do primeiro tempo. O time mineiro marcou duas vezes e criou chances para ampliar o placar antes do intervalo. Nos últimos 45 minutos, o panorama da partida mudou radicalmente. O Atlético-GO partiu para o ataque, diminuiu a contagem, mas, mesmo martelando, não conseguiu o empate.

Flamengo 1 x 1 Avaí

Com um time de reservas, o Flamengo tentou pressionar o Avaí no início da etapa inicial e criou algumas chances. O organizado time catarinense, que agora soma sete partidas de invencibilidade, segurou o time carioca e ainda abriu a contagem antes do intervalo. Na etapa final, o Flamengo seguiu no ataque, fez o goleiro do Avaí trabalhar, chegou ao empate e quase fez o da vitória já no final da partida.

Santos 1 x 0 Atlético-PR

O Atlético-PR começou com a posse de bola, mas quem levava mais perigo ao gol do adversário era o Santos. O time da Vila abriu a contagem ainda no primeiro tempo, após um erro em uma saída de bola do time paranaense. No segundo tempo, o Santos voltou criando chances, enquanto o Atlético-PR tentava a igualdade. No final, o time da casa perdeu uma grande chance para ampliar a contagem.

São Paulo 1 x 1 Corinthians

O São Paulo teve o domínio do jogo na etapa inicial, marcou bem o Corinthians – que não ameaçou – e abriu a contagem. No segundo tempo, o time do Morumbi continuava melhor e fez outro gol, que foi anulado pela arbitragem, que interpretou uma falta de Pratto no goleiro Cássio na batida de um escanteio – no lance que dividiu os especialistas eu daria o gol. Com mais força no ataque com a entrada de Clayson, o Corinthians chegou ao empate com jogada de Rodriguinho, que lutou por uma bola perdida, e com a finalização final de Clayson.

Fluminense 0 x 1 Palmeiras

O Palmeiras foi melhor na primeira etapa. Criou as melhores chances, teve um pênalti não marcado pela arbitragem e conseguiu abrir a contagem em um belo chute do lateral Egídio. Na etapa final, o Fluminense voltou melhor, mais ofensivo e deu alguns sustos na defesa palmeirense. O time paulista, com espaços para os contra-ataques, teve condições de aumentar a vantagem, mas desperdiçou boas chances.

Coritiba 2 x 3 Botafogo

Vitória que confirma o Botafogo como a equipe que mais fez pontos no returno – 15 em seis jogos. No jogo, o time carioca perdeu a chance de abrir a contagem no início e o time paranaense abriu o placar, logo depois de ter desperdiçado um pênalti. Depois do intervalo, o Botafogo conseguiu a virada em apenas 19 minutos e ainda criou boas chances para decidir o jogo. Em uma batida de falta, Coritiba ainda conseguiu o empate. Um minuto após sofrer a igualdade, o Botafogo fez o da vitória.

 

Chapecoense 1 x 0 Ponte Preta

Em um primeiro tempo equilibrado e com poucas chances de gol, a Chapecoense abriu a contagem no final do primeiro tempo, quando Lucas Marques arriscou um chute de longe e o arqueiro João Carlos fez um bonito salto, mas falhou e não evitou o gol. Na etapa final, o time campineiro buscou o empate, mas foi da Chapecoense as melhores chances para marcar. Com a derrota, a Ponte Preta termina a rodada na zona do rebaixamento.

Atlético-MG 1 x 3 Vitória

Mais uma derrota do Galo jogando como mandante – a sétima em treze jogos. Na partida, o Vitória saiu na frente logo no início e o Atlético-MG ainda conseguiu o empate no período inicial. Na segunda etapa, o time da casa foi para o ataque, criou chances, acertou bola na trave e parou nas boas intervenções do arqueiro adversário. Para piorar, a zaga do Galo falhou em dois lances semelhantes e o Vitória acabou aproveitando os erros para marcar dois gols e garantir três pontos importantes.

Bahia 1 x 0 Grêmio

O Bahia partiu para a pressão no início, mas o Grêmio segurou o time da casa e passou a dominar a partida e o primeiro tempo acabou sem grandes chances para as duas equipes. Na etapa final, o Grêmio teve mais a bola nos pés e acertou um chute no travessão do adversário. No último lance da partida, o árbitro marcou um pênalti – que não existiu para o Bahia. Depois de muitas reclamações dos gremistas, o artilheiro Rodrigão bateu bem a garantiu três pontos importantes para o time baiano.

Sport 1 x 1 Vasco

O Sport começou pressionando e perdendo oportunidades, mas logo aos 20 minutos ficou com dez jogadores, com a expulsão de Diego Souza. Com um a mais em campo, o Vasco conseguiu abrir o placar antes do intervalo. No segundo tempo, o Sport partiu para o ataque para tentar o empate e Vasco perdeu pelo menos duas chances reais de fazer do segundo. Logo após um lance polêmico, o árbitro Sandro Meira Ricci marcou um pênalti para o Sport e depois recuou, o time da casa conseguiu empatar, com André.

Fonte: Peron na arquibancada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.