Jogadores do Atlético-GO recusam proposta de redução de salário durante quarentena. Veja mais:

Foto: Paulo Marcos/ Ass ACG




A pandemia do novo coronavírus segue aumentando em nosso país. No Brasil são 4,3 mil casos e 159 mortes. Em Goiás, tem 60 pessoas contaminadas e uma pessoa veio a óbito. Devido a situação grave que o país passa, o Atlético-GO teve o Campeonato Goiano e a Copa do Brasil suspensos. Deste modo, a pouco entradas de receita fez com que o clube tomasse uma medida: solicitou a redução de 50% dos salários dos jogadores.

Mas a resposta foi negativa, os jogadores do dragão rejeitaram a oferta e também não fizeram uma contraproposta. A informação é do jornalista Charlie Pereira. A ideia do time rubro-negro diminuir o salário em 50% nos meses de abril e maio. Outros ponto colocado de relevância, é suspensão de luvas e auxílio moradia aos atletas. Além do Atlético-GO, Goiás e Vila Nova fizeram a mesma proposta embora também foi rejeitada.

Leia também

O presidente Adson Batista falou que se a proposta fosse aceita, seria uma grande contribuição para o clube. “Ia ajudar demais, muito mesmo. A gente espera que alguma coisa possa acontecer porque é preocupante, e o pior é fechar as portas. Porque se não tiver Campeonato Brasileiro e o problema for mais profundo, os clubes não conseguem sobreviver mais de um, dois, três meses”.







Os comentários estão encerrados.

error: Content is protected !!