Herói contra o Timão, Marcos cita treinos fortes mesmo quando estava na reserva

O goleiro Marcos não desapontou quando esteve em campo pelo Atlético-GO. O jogador de 24 anos teve suas primeiras chances na Série B do ano passado, quando Márcio – atualmente no Goiás – e Kléver se machucaram. Entretanto, Marcos se tornou a terceira opção mesmo depois do bom rendimento, já que os treinadores optaram por Kléver e Felipe na reta final da temporada passada e também em 2017.

Só que vida de goleiro é assim. Quando menos se espera a oportunidade aparece. E a sorte sorriu para Marcos justamente no jogo contra o Corinthians, líder do Campeonato Brasileiro, no último sábado. Ele foi fundamental na vitória do Dragão por 1 a 0 e até virou meme na comparação com outro Marcos, goleiro que fez história no Palmeiras, rival do Corinthians, e na seleção brasileira.

Nesta terça-feira, na reapresentação do elenco rubro-negro após um dia de merecida folga, Marcos falou em entrevista coletiva. O Atlético-GO só volta a campo no dia 11 de setembro, em Goiânia, contra o Bahia. O goleiro espera seguir na equipe titular – Kléver se recupera de entorse no tornozelo – e afirmou que manteve o mesmo ritmo de treinamento mesmo quando não estava sendo relacionado.

– Eu treino todos os dias como se fosse jogar, independente se eu vou ou não para as partidas. A gente não sabe quando vai aparecer a oportunidade. Ela apareceu e eu estava preparado. Às vezes a gente fica um pouco chateado de não ser lembrado, mas tudo tem sua hora. Acredito que eu estava sendo observado nos treinamentos. Tudo tem seu dia, tem dia que eles (demais goleiros do elenco) estavam num momento melhor. Trabalhei para estar preparado.

Marcos fez defesa incrível já no segundo tempo em finalização do atacante Kazim, num dos lances mais bonitos da 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Segundo o goleiro, essa defesa deu mais moral para a equipe.

– Foi um lance muito rápido em que eu estava bem posicionado. Pude fazer a defesa. Isso deu mais ânimo para a equipe. A gente olhava um para o outro e falava que não ia tomar gol – diz Marcos.

Ânimo na luta contra o rebaixamento

Com a vitória, o Dragão chegou aos 18 pontos, ainda na lanterna da Série A. Porém, os números nas três primeiras rodadas do segundo turno são bem mais animadores, já que o time conseguiu fazer metade de toda a pontuação que havia feito no primeiro turno do Brasileirão. Segundo Marcos, o elenco se comprometeu a melhorar a campanha daqui para frente. Jogo a jogo os atletas esperam livrar o clube do rebaixamento.

– Temos uma sequência de jogos importante, com jogos considerados de “seis pontos”, contra times que estão ali em baixo também. Fizemos um pacto para começar o segundo turno de encarar cada partida como uma final, independente de quem seja o adversário. Sabemos que nossa situação é difícil, mas não vamos ficar pensando na tabela. Tenho certeza que as coisas vão melhorar. No primeiro turno a gente não foi feliz. Fizemos bons jogos, mas não estávamos conseguindo os resultados. Agora vamos procurar minimizar os erros.

Fonte: Globoesporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.