Esporte Interativo também pode adquirir direito de Tv Aberta do Brasileiro a partir de 2019

Fechado com 15 equipes na disputa pelos direitos de transmissão em TV fechada do Brasileiro a partir de 2019, o Esporte Interativo também poderá adquirir direitos de TV aberta do torneio. A emissora garantiu a clubes com os quais já fechou contrato que, caso não encontrem compradores para seus direitos da TV aberta, ela pagará os valores acertados pela Globo à época de assinatura do contrato.

A ideia do Esporte Interativo é dar segurança aos clubes que temem a redução em seus contratos de TV aberta caso não escolham fechar contrato com a SporTV, do Grupo Globo. Atualmente, eles oferecem R$ 550 milhões por temporada pelos direitos da TV fechada, cotizados proporcionalmente ao número de clubes contratados. A Globo tem oferecido R$ 1,1 bilhão pelos direitos de TV aberta e TV fechada, sendo R$ 1 bilhão pela aberta, e R$ 100 milhões pela fechada.

No contrato entre Esporte Interativo e Santos, cláusula sob o nome de “Garantia TV aberta” afirma que “caso o clube não encontre um comprador para os direitos de TV Aberta relativos aos seus jogos do Campeonato [Brasileiro] nas temporadas de 2019 e 2010 [neste ponto, entende-se que há erro e que a referência seria ao ano 2020], o Esporte Interativo dá ao clube a opção de ceder os direitos exclusivos de transmissão de seus jogos em TV Aberta destas temporadas do Campeonato para o Esporte Interativo, nos termos e condições do contrato de TV Aberta dos jogos do Campeonato em vigor na data de assinatura deste Contrato.”

Atualmente, o Esporte Interativo tem um canal UHF e os canais EIMaxx e EIMaxx2 na TV fechada. A emissora não cogita abrir um canal de TV aberta. Mesmo assim, as transmissões seriam garantidas de alguma forma por meio de alternativas como o sublicenciamento, com a transmissão das partidas em emissoras como SBT, Record, Band, ou qualquer outra emissora já presente na rede aberta.

Em nota, a emissora afirma que acredita que o Cade [Conselho Administrativo de Defesa Econômica], que atualmente investiga as negociações entre emissoras e clubes pelos direitos do Brasileiro a partir de 2019, não permitirá a redução dos atuais valores pagos pela TV aberta.

“O Esporte Interativo diz que o Cade já demonstrou que não aceitará nenhum tipo de discriminação nos valores de propostas de TV Aberta contra os clubes que fecharem contratos de TV fechada com o Esporte Interativo”.

De toda forma, em cenários de eventual desinteresse da Globo ou redução da oferta e não impedimento pelo Cade, a cláusula asseguraria a venda dos direitos de TV aberta.

Até o momento, o EI já fechou contrato com Atlético-PR, Bahia, Coritiba, Internacional, Santos, Santa Cruz, Ceará, Figueirense, Ponte Preta, Sampaio Corrêa, Criciúma, Joinville, Paraná, Paysandu e Fortaleza. Publicamente, Corinthians e São Paulo já anunciaram acertos com a Globo. Atlético-MG, Cruzeiro, Grêmio, Botafogo, Fluminense, Sport e Vitória estão próximos de acordo.

 

Fonte: Auvaro Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.