CBF, clubes e jogadores articulam novo protocolo após surto de Covid-19 no Flamengo

Foto: RODRIGO BUENDIA / POOL / AFP




A CBF se reuniu com alguns representantes de clubes de todas ás divisões e entidades sindicais para debater mudanças no atual protocolo após surto de Covid-19 no Flamengo, que foram 16 casos. A discussão giram em torno do estabelecimento de um critério fixo para adiamento de jogos em casos de surtos de coronavírus.

Outra possibilidade, colocada pelos Sindicatos dos Atletas Profissionais de Atletas do Município de São Paulo e com o apoio de alguns jogadores da capital é a de estabelecer um limite máximo de jogadores contaminados por clubes antes de qualquer jogo. Nesse cenário, se um clube tiver mais de 10 ou 12 casos, o jogo seria automaticamente adiado.

Há também sobre a mesa do lado da CBF, uma oferta de se basear no critério no número de jogadores disponíveis para a partida. Neste cenário, o time teria que ter dentre os inscritos um time titular e mais um número determinado de alternativas para o banco de reserva de qualquer jogo.

Por fim, caso o mínimo não fosse atingido, o adiamento aconteceria automaticamente. Sem contar a possibilidade, de ampliar o número de jogadores inscritos na competição que atualmente é de 40 jogadores.







Os comentários estão encerrados.

error: Content is protected !!