Exibir tudo

E finalmente chegou a hora da onça beber água. Finas do Goianão 2019 entre as duas melhores equipes do campeonato. A expectativa era de um grande jogo pelo que os times fizeram até aqui na temporada. O Dragão vinha de eliminação na Copa do Brasil para o Santos e o rival só descansando para a primeira decisão. Só que pareceu que quem estava descansado era o Atlético.

Desde o início, o desenho do jogo era claro. Goiás com a posse de bola (sem objetividade) e o Atlético esperando os contra-ataques. Outra vez Wagner Lopes deu uma aula no birrento treinador adversário. O Dragão era extremamente perigoso nos contra-ataques e, em um deles, Jorginho recebeu na área, deixou o Rafael Vaz no chão e só esperou o contato pra sofrer o pênalti. Na cobrança, Gilsinho Van Damme só deslocou o goleiro e fez o Olímpico explodir.

O jogo seguiu na mesma tocada, eles com a posse e a gente muito intenso quando recuperava a bola e partia ao ataque. Eles estavam em choque no primeiro tempo. Não tinham jogadas. Assim, no final da etapa inicial, Mike carregou a bola, chamou a marcação, rolou para Matheuzinho que com extrema categoria acertou uma chapada rasteira no canto: 2×0 sem perdão.

No segundo tempo, logo no início, tivemos uma baixa considerável. Moacir, que fazia EXCELENTE partida, sentiu lesão. De volante no banco de reservas, apenas o jovem Ricardinho que ainda não estreou no profissional. Wagner, então, optou pela entrada de André Luis e recuou Matheuzinho para o setor de volantes.

A saída do Moacir deixou o Atlético um pouco perdido. O adversário havia feito duas alterações no intervalo e a equipe deles cresceu no jogo. No entanto, quando ameaçaram, nosso goleirão Kozlinski interviu com maravilhosas defesas. Que goleiro arrumamos, tem perfil pra ser ídolo.

Além do Moacir, perdemos o Jorginho lesionado. No seu lugar entrou o lateral Reginaldo, que jogou de ponta para brecar os ataques do lateral esquerdo deles. Essa substituição surtiu efeito e o Dragão ficou mais organizado, apesar de praticamente abdicar da posse de bola.

O Dragão sonhava com um contra-ataque para dilatar o placar e ele veio no finalzinho. Matheus puxou o contra, Reginaldo ganhou na corrida e cruzou para Madson, que só completou para as redes. 3×0 e passa a régua. Foi o primeiro gol do meia de 19 anos na carreira.

Madshow merece, talvez seja o jogador mais querido pelo grupo de jogadores. Não vinha aparecendo muito nem no banco de reservas e, quietinho, esperou mais uma chance e marcou gol em final de campeonato.

Temos elenco e não só um time. Estávamos desfalcados de Gilvan, Washington, Moraes e Pedro Raul. 4 jogadores essenciais na equipe e mesmo assim não sentimos falta porque quem entrou jogou muito. Provavelmente vamos perder outros jogadores devido a confusão provocada pelo Vila lá no Accioly, mas já provamos que nosso elenco é bom e não vai ser isso que vai abalar.

Destaco aqui a partidaça do Oliveira na zaga, Nicolas sempre regular na esquerda, Jorginho monstro no meio campo e, claro, Matheus que participou dos três gols e é sem dúvidas o melhor jogador do campeonato.

O título está perto, mas pés no chão é essencial. Arrogância e soberba combinam com o time deles e não com o nosso.

Vem tranquilo, moxezada!

1 Comment

  1. Avatar Jan disse:

    Hey,
    lately I have finished preparing my ultimate tutorial:

    +++ [Beginner’s Guide] How To Make A Website From Scratch +++

    I would really apprecaite your feedback, so I can improve my craft.

    Link: https://janzac.com/how-to-make-a-website/

    If you know someone who may benefit from reading it, I would be really grateful for sharing a link.

    Much love from Poland!
    Cheers

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!